Correlação vs. Casualidade

É muito comum em uma discussão sobre política, economia, etc., alguém vir com um argumento do tipo “ah mas em país x, y e z o porte de armas é legal e lá a criminalidade é baixa”.

Eu me lembro de uma aula do mestrado alguns alunos argumentarem que o ensino básico gratuito era fundamental para um país crescer, dado que Coréia do Sul, Estados Unidos e muitos outros países desenvolvidos funcionavam desta maneira. É comum também muitos economistas defenderam políticas de proteção à indústria, fazendo uso do argumento de que os países cresceram quando tiveram maior participação das indústrias no PIB. Não vou discutir o certo e o errado aqui, nem tenho ferramentas para isso, mas posso com certeza afirmar que esse tipo de afirmação não pode ser feita dessa forma tão displicente. Tudo bem, eu também já fiz várias vezes… é meio que automático, não?

Já que deu certo ali, ali e ali, então vai dar certo aqui!

Parece muito óbvio. Mas não é!

Quando fazemos essas afirmações, estamos utilizando a correlação para explicar uma causalidade. O que isso quer dizer? Quer dizer que se nos países onde as armas são legalizadas, a violência é baixa, então, a legalização do porte de armas causa a queda na violência. Quer dizer também, que se os países desenvolvidos tem ensino básico gratuito, então o ensino básico gratuito causa desenvolvimento. É o que quer dizer, é o que as pessoas afirmam, mas…

gnas1

Sim, o Gandalf tem razão, é bullshit!

Vamos tratar só o primeiro caso, do porte de armas. Não vou discutir se o porte de armas é bom ou ruim, nem tenho dados para isso. Porém, vamos discutir a afirmação de que muitos jornalistas sensacionalistas fazem, de que em alguns países desenvolvidos e com baixa criminalidade possuem porte de armas legalizado, então se legalizarmos por aqui, vamos conseguir baixar o número de crimes. Primeiro, quem garante que o porte de armas é o principal responsável pela baixa criminalidade? E se o ensino tiver impacto maior? E se uma renda maior per capita for responsável? E se forem as diferentes leis?

Para o caso dos países onde o ensino básico é gratuito e eles são desenvolvidos, quem garante que o ensino gratuito que gerou desenvolvimento e não o contrário, o fato de serem desenvolvidos ou terem crescido em determinado período, permitiu maior gasto em ensino? Quem garante que se tivessem adotado um ensino privado não teriam crescido mais?

Esses tipos de perguntas que os estudiosos de econometria tentam responder.

Além disso, e se for pura coincidência? Nos dois exemplos não ocorreu de um implicar o outro, simplesmente aconteceu ué! E acontece em diversos casos.

Por exemplo, você sabia que o gasto dos EUA em ciências e tecnologia cresceu no mesmo ritmo que o número de suicídios?  E que o número de pessoas que morreram afogadas em piscina variou de forma muito parecida com o número de filmes que o Nicolas Cage apareceu. Se você não é um supersticioso, você pode facilmente ver que coincidências acontecem. Isso se chama correlação espúria. Uma mera coincidência.

spurial1
spur2 Fonte: http://www.tylervigen.com/spurious-correlations

Portanto, tome cuidado com seus argumentos e com o que jogam para cima de você. Correlação não implica causalidade!

Anúncios

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s