Qual a probabilidade de tirar o número 1 jogando um dado duas vezes?

Uma das perguntas mais comuns para quem estuda probabilidade ou é fã de jogos de azar: qual a probabilidade de sair o número X, pelo menos uma vez, ao jogarmos um dado n vezes?

Por conta daquela regrinha do “e” e do “ou” quando aprendemos probabilidade, muitas pessoas fazem confusão (inclusive já mencionei no post do link essa confusão). Pensemos no título desse post: qual a probabilidade de tirarmos o número 1, em ao menos uma das jogadas, ao jogarmos um dado duas vezes?

É comum alguns estudantes responderem 2/6 (= 1/3), pois a probabilidade de tirar 1 na primeira jogada é 1/6 e a probabilidade de tirar 1 na segunda jogada também é 1/6. Então, como queremos obter o número 1 na primeira ou na segunda jogada, basta somar essas duas probabilidades. Veja que partindo dessa lógica, a probabilidade de tirarmos 1 ao jogarmos um dado 6 vezes é 1/6+1/6+…+1/6 = 1, ou seja, 100%! Ao jogarmos o dado 6 vezes com certeza obteremos o número 1 em ao menos uma das jogadas. Faz sentido?

Não, não faz. Podemos tirar {2,2,2,2,2,2}, {2,2,2,2,2,3}, {2,2,2,2,2,4}, etc.

Antes de mais nada, note que ao jogarmos o dado duas vezes, nosso espaço amostral se altera. Agora, não temos apenas 6 resultados possíveis e sim 36. Já é mais um indício de que algo diferente tem que ser feito. Essas coisas mais intuitivas são excelentes para evitar erros.

Indo ao que interessa, o que faz toda a diferença nesse tipo de problema é o fato de que os eventos não são mutuamente exclusivos. Ou seja, eles podem ocorrer ao mesmo tempo.

Olhe com atenção, se você quiser saber a probabilidade de, ao lançar um dado, obter o número 1 ou o número 4, você não tem a possibilidade de obter os dois, então, a resposta será: 1/6 + 1/6 = 2/6 1/3!

Entretanto, se você quiser saber a probabilidade de ocorrer 1 ao lançar dois dados, deve se atentar ao fato de que os eventos não são mutuamente exclusivos, então você precisa subtrair a probabilidade de ocorrer 1 nos dois lançamentos, a fórmula a ser utilizada é:

P(A ∪ B) = P(A) + P(B) – P(A ∩ B)

Ou seja, a resolução do problema do título desse post é:

1/6 + 1/6 – 1/36 = 11/36

Outra forma de pensar, seria nos eventos complementares. A mesma resposta é obtida quando obtemos a probabilidade de não se tirar 1 em nenhum dos dois lançamentos e subtraímos de 1 (ou 100%):

1 – (5/6 * 5/6) = 1 – 25/36 = 11/36

Agora você está preparado para os jogos de azar com dados! #partiuVegas!

Anúncios

9 comentários

      1. Fala Pedro! Não entendi, são quantos lançamentos? 4 lançamentos de um dado de 20 lados e que você precisa tirar os números 18, 19 e 20 ao menos uma vez? Nesse caso eu acho que seria mais interessante você calcular as formas que poderia cair 18, 19 e 20 e dividir pelo espaço amostral dos 3 lançamentos, se eu não errei a conta aqui, ficaria: 27/(20^3)

        Curtir

    1. Olá!
      O enunciado completo é este mesmo? Porque se é esse mesmo, então é 100%. Você vai pegar dois recipientes, não tem como pegar dois recipientes vazios, pois temos somente um vazio. Logo, é certo de que ao menos 1 estará cheio.
      A não ser que ele esteja retirando com reposição. Isto é, ele retira um, repõe e depois retira outro. Neste caso, a chance dele pegar pelo menos um cheio, seria 1 menos a probabilidade dele não pegar nenhum cheio. A probabilidade de não pegar nenhum cheio na primeira é 1/3 e na segunda também. Então, seria 1-(1/3 * 1/3) = 0,8889. Ou, 88,89%
      Abs

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s