drogas

Maconha: A Porta de Entrada Para Outras Drogas?

A maconha é vista como a porta de entrada para drogas mais potentes pelos mais conservadores e receosos com o uso da substância. Ainda que este argumento tenha sido criado com a onda da proibição, junto com outros argumentos que já foram comprovados como sendo falaciosos, até hoje ele é utilizado e tido como uma verdade absoluta por muitos. O grande problema é que, assim como a vasta maioria dos argumentos utilizados por quem é a favor da proibição da droga, ele é comumente levantado sem nenhum tipo de dado científico. (mais…)

Anúncios

O Parque dos Ratos: O Vício Além dos Componentes Químicos

mouse-addiction-pic

Como não escrevo mais para nenhum outro site, este texto teve que ser publicado aqui mesmo. Sei que não tem a ver com o EstatSite, mas é o jeito.

Drogas viciam, todo mundo sabe disso. O motivo parece óbvio, há alguns componentes químicos que agem sobre seu cérebro de forma a criar uma dependência. É assim com álcool, nicotina, maconha, cocaína e muitas outras substâncias conhecidas. Ao menos, é assim que o senso comum costuma tratar o vício. O que poucos sabem é que no caso das drogas, assim como em muitos outros temas, o senso comum não segue à risca o que a ciência diz. Há muito tempo, ainda que isso não seja muito falado, descobriu-se que o vício possui outras origens que vão além da química e elas estariam no ambiente em que o indivíduo faz parte. (mais…)

Comunidades Terapêuticas: A Chave para Vencer as Drogas?

Estava com este texto escrito desde abril, como não encontrei onde publicá-lo – na verdade, até achei que tivesse, mas o site para o qual eu mandei ainda não publicou – vai ser aqui mesmo. Sem revisões de terceiros mesmo, então peço desculpas se tiver algum erro de concordância, gramática ou algo assim (acho que não tem!).

A guerra às drogas já consumiu trilhões de dólares considerando somente os Estados Unidos [1]. Apesar deste gasto imenso, este mercado nunca esteve tão acessível, o que deixa claro que as medidas de repressão que boa parte dos países adotaram no passado fracassaram. Por este motivo, boa parte do mundo desenvolvido tem migrado para uma política de redução de danos, descriminalização e legalização, ao invés de repressão. O Brasil, no entanto, ao assinar a nova Política Nacional sobre Drogas (PNAD) [2], caminha mais uma vez na direção contrária do que recomendam os especialistas da área. (mais…)